5 dicas práticas de como pagar dívidas e renegociar


homem assustado ao ver as contas que a mulher mostrou

Entrar em dívidas e não conseguir sair delas é mais comum do que se imagina entre os brasileiros. Infelizmente o salário curto e a falta de planejamento financeiro são os principais causadores das dívidas acumuladas.


Se esse é o seu caso, e seu nome está lá lindamente estampado no SERASA, nesse post você irá aprender como pagar essas dívidas e renegocia-las para conseguir alguns benefícios, como descontos e condições especiais de pagamento.


1. Como está sua situação financeira?



É preciso colocar os dados em um papel ou planilha, para saber o quanto você possui de dinheiro para destinar a quitação da dívida e como poderiam ser as novas parcelas. Lembre-se que ao firmar um acordo novo e depois não o cumprir irá acarretar em multas dentre outras coisas, e isso pode te complicar ainda mais, portanto, faça uma análise sincera.


Estabeleça um valor limite para a sua parcela do mês. Veja formas de economizar nos seus gastos, fazer renda extra para conseguir mais dinheiro, e o mais importante - evite entrar em novas dívidas, como por exemplo, comprar uma geladeira nova em 36 vezes enquanto a sua atual ainda funciona.




2. Dê prioridade para as dívidas mais altas e com juros maiores



Para pagar e renegociar suas dívidas é preciso estabelecer uma ordem de quais devem ser pagas primeiro, de modo a não se tornar uma bola de neve de dívidas. Para isso analise o valor da dívida, qual a porcentagem de juros, como esses juros aumentarão ao longo do tempo, e quais você conseguiu desconto melhores. Tenha uma meta de quantas dívidas você pretende quitar e não pare até atingi-la.


3. Proposta ao credor



Não adianta só juntar o dinheiro se você não comunica o credor, ou seja, quem te concedeu aquele crédito, e tem o direito de receber o dinheiro, de que você está interessado em quitar a dívida. É o seu momento de entrar em ação e não desligar o telefone, ou não ir embora do estabelecimento, até conseguir condições mais favoráveis.


4. Feirões limpa nome



Quem está inadimplente, pode tentar renegociar suas dívidas em feirões. Um muito comum é o SERASA limpa nome. Esteja sempre atento a esse tipo de evento para não perder o prazo de até quando pode ser feito.


No exemplo mencionado, o Serasa Limpa nome, a dívida sai do seu nome em até 5 dias úteis depois de fazer o pagamento; é preciso fazer um cadastro no site do SERASA ou no aplicativo, fazer seu login e ver as possibilidades que aparecem para você.


Existem algumas empresas que são parceiras desse programa do SERASA, então você só consegue negociar suas dívidas com essas parcerias.




5. Lei do Superendividamento – Lei 14.181/21



Essa lei é uma grande ajuda para quem está com acúmulo de dívidas e não consegue fazer o pagamento. Com essa mudança legislativa, os devedores terão uma série de proteções contra abusos na oferta de crédito e terão acesso a uma espécie de recuperação judicial para conseguir renegociar suas dívidas, todas de uma vez.


O objetivo é garantir um acordo mais justo, igual quando ocorre com as empresas que entram em falência. A pessoa endividada pode acionar o judiciário e pedir a revisão dos seus contratos e apresentar seu plano de pagamento, isso com respeito do prazo máximo de 5 anos para quitar todas as dívidas.


Enfim, possibilidades para negociar e pagar suas dívidas, é o que não falta. Se você está na dúvida se seu nome está negativado ou não, basta fazer uma consulta no site do SERASA – lá irá aparecer quais são as dívidas que você tem, ações judiciais, cheque sem fundo, protestos e tudo mais.


Caso tenha dúvidas de como iniciar o seu planeamento financeiro, eu preparei esse vídeo para você:



Bora limpar esse nome logo!





Continue acompanhando o Se Torne Investidor para mais dicas sobre finanças!






0/Deixe seu comentário

Agradecemos sua mensagem!

Em breve responderemos! 😉