Como funcionam os Juros Compostos? A mágica do dinheiro!

Tempo e dinheiro são coisas completamente diferentes e não tem nenhuma relação natural entre si, porém, graças aos juros compostos, esta relação entre dinheiro e tempo se torna totalmente possível e ainda mais, faz com que esta seja a principal combinação para a geração de grandes fortunas.


um relógio em cima do dinheiro

Muitos se perguntam como uma pessoa poderá ficar rica investindo um pouco de dinheiro em cada mês, sendo que para alguém ser considerado rico, é necessário ser detentor de grandes riquezas. 


Parece até uma utopia, né?


Porém isto é totalmente possível, graças aos juros compostos, literalmente graças a matemática toda esta "mágica" poderá acontecer, pouco dinheiro investido constantemente poderá virá uma grande fortuna.


Muitos pensam que investir é algo extremamente torturante e exigirá muito sacrifício e grandes quantias, porém, assim que você entender o processo de geração de riqueza, será mais fácil e prazeroso investir sem se sacrificar tanto.


Os juros compostos são a ação de juros sobre juros, em simples palavras, ele multiplica um valor por uma taxa e no próximo período ele considera o resultado anterior, por este motivo ele fica acumulativo, aumentando cada vez mais de acordo com o período.


Mas para você entender melhor, vamos ver o que são juros:


Continue lendo


O que são Juros


uma mão masculina com um símbolo de porcentagem em cima e outra mão com um cifrão de dinheiro

O Juro é a remuneração para quem empresta dinheiro (ou outro item) a uma pessoa ou instituição. Ele é representado por um percentual sobre o valor total e pode ser calculado de forma simples ou composta.


Vendo isto na prática, quando você investe na poupança, por exemplo, você está "emprestando" o dinheiro para o seu banco utilizar como quiser e em troca, o banco te paga um valor a mais que vem em forma de juros.


Tipos de juros


Existem dois tipos de juros: juros simples e juros compostos.


A principal diferença entre eles é a base de cálculo da taxa. 


Os juros simples, é calculado a taxa sobre o valor inicial


Nos juros compostos, a taxa é cobrada sobre o valor do último mês.


Por este motivo nos juros compostos o valor cresce muito mais rápido. Por isto se chama juros sobre juros, pelo fato dos juros compostos considerarem o valor do último mês e não somente o valor inicial.


Por exemplo, vamos supor que você faça um empréstimo de R$ 10 mil, considerando uma taxa mensal de 1%.


No caso dos juros simples, o valor aumenta em R$ 100,00 (1% de R$ 10.000,00) a cada mês. 


Em 12 meses, o valor total será de R$ 11.200,00.


No caso dos juros compostos, o valor devido aumenta em R$ 100 no primeiro mês (1% de R$ 10.000,00), R$ 101 no segundo mês (1% de R$ 10.100,00), R$ 102,01 no terceiro mês (1% de R$ 10.201,00) e assim sucessivamente.


Em 12 meses, o valor total será de R$ 11.268,25.


Olha só que diferença?


Por este motivo ele é o principal fator, quando o assunto é multiplicação de dinheiro.

Como fazer os juros compostos trabalharem a meu favor para alcançar grandes riquezas?

duas engrenagens trabalhando, uma tem um relógio dentro e a outra um cifrão de dinheiro

A melhor forma de potencializar os seu ganhos é aumentar o tempo para que a multiplicação seja constante e também aumentar o dinheiro investido, para que os juros multipliquem seu dinheiro com um valor cada vez maior.


Vou utilizar um exemplo para comparar a diferença do resultado, quando nós aumentamos o tempo que o dinheiro fica investido:


Exemplo:


Vamos Supor que você aplique R$ 10 mil, durante 5 anos a uma taxa de 0,5% ao mês, nestes 5 anos você terá R$ 13.488,10


Agora vamos dobrar este período para 10 anos, veja que o resultado em aumentar o tempo, multiplica o valor de uma forma absurda, em 10 anos o valor passa a ser de R$ 18.192,94


O valor aumentou em 134% comparado aos primeiros 5 anos!


Sendo assim os juros compostos não seguem uma progressão aritmética, eles seguem uma progressão geométrica, aumentando cada vez mais.


Agora este exemplo mostra a diferença dos resultados quando nós aplicamos mais dinheiro de forma contínua:


Exemplo:


Vamos supor que você aplique os mesmos R$ 10 mil reais durante 20 anos a uma taxa de 0,5% ao mês, porém você não fará nenhum aporte, em 10 anos você terá o valor de R$ 33.099,07 (valor total dos juros R$ 23.099,07)


Agora se você tivesse aplicado R$ 10 mil nos mesmos 20 anos e tivesse aplicado todo o mês R$ 10 nestes 20 anos você teria R$ 37.719,11 (valor total dos juros R$ 25.319,11)


Neste exemplo fica claro que aportar mais por mês aumenta o crescimento dos juros compostos.


Por meio destes exemplos fica fácil entender que há uma grande regra em juros compostos, para geração de riqueza é necessário trabalhar com o tempo e com o dinheiro (aportes constantes).


Se você pretende alcançar a liberdade financeira e não sabe como poderá usar os juros compostos ao seu favor. 


várias moedas em frente a um relógio


Se você não tem muito dinheiro, aplique o pouco que você tem e deixe por muito tempo, pois assim, o período longo de investimento, fará que o seu dinheiro se multiplique mais.


Agora se você tem mais dinheiro, aumente os aportes que você faz todo o mês, pois assim, os juros compostos multiplicaram mais rápido.


Sendo assim resumimos que para alcançar grandes riquezas você poderá utilizar o tempo ou o dinheiro, quanto menos você tiver de um dos dois, mais precisará aumentar do outro.


Então para ser rico com pouco dinheiro investido, precisará de muito tempo e para ser rico em pouco tempo, precisará de muito dinheiro.


Se quiser entender mais regras para alcançar a liberdade financeira, assista este vídeo:




Espero ter ajudado e desejo muito sucesso a você!



Continue acompanhando o Se Torne Investidor para mais dicas sobre finanças!





0/Deixe seu comentário

Agradecemos sua mensagem!

Em breve responderemos! 😉