O que é Cooperativa de Crédito? (Descubra como ter seu próprio banco)

Veja a melhor forma de você ter o seu próprio Banco, conheça o que é Cooperativa de Crédito e como funciona este tipo de instituição financeira.

mão depositando moeda em uma empresa e a empresa distribuindo dinheiro para várias pessoas

Segundo o Banco Central as Cooperativas de Crédito é uma instituição financeira formada pela associação de pessoas para prestar serviços financeiros exclusivamente aos seus associados. 


Os cooperados são ao mesmo tempo donos e usuários da cooperativa, participando de sua gestão e usufruindo de seus produtos e serviços. 


Nas cooperativas de crédito, os associados encontram os principais serviços disponíveis nos bancos, como conta-corrente, aplicações financeiras, cartão de crédito, empréstimos e financiamentos. 


Os associados têm poder igual de voto independentemente da sua cota de participação no capital social da cooperativa. 


O cooperativismo não visa lucros, os direitos e deveres de todos são iguais e a adesão é livre e voluntária. Por meio da cooperativa de crédito, o cidadão tem a oportunidade de obter atendimento personalizado para suas necessidades. 

pessoas regando juntos uma arvore de dinheiro

O resultado positivo da cooperativa é conhecido como sobra e é repartido entre os cooperados em proporção com as operações que cada associado realiza com a cooperativa. 


Assim, os ganhos voltam para a comunidade dos cooperados. 


No entanto, assim como partilha das sobras, o cooperado está sujeito a participar do rateio de eventuais perdas, em ambos os casos na proporção dos serviços usufruídos.


As cooperativas de crédito são autorizadas e supervisionadas pelo Banco Central, ao contrário dos outros ramos do cooperativismo, tais como transporte, educação e agropecuária.



Prot​​eção das Cooperativas de Crédito


pessoas com as mãos dadas em cima de moedas

Os depósitos em cooperativas de crédito têm a proteção do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito (FGCoop). 


Esse fundo garante os depósitos e os créditos mantidos nas cooperativas singulares de crédito e nos bancos cooperativos em caso de intervenção ou liquidação extrajudicial dessas instituições. 


Atualmente, o valor limite dessa proteção é o mesmo em vigor para os depositantes dos bancos.​



Banco x Cooperativa Financeira

Banco ao lado de uma cooperativa de crédito

As cooperativas não tem fins lucrativos, o que significa que normalmente seus PREÇOS são mais acessíveis e competitivos do que os bancos tradicionais. 


Além disto, todos os anos, após apuradas as sobras do exercício, as cooperativas convocam seus sócios para comparecer na ASSEMBLEIA GERAL, momento em que é decidida a destinação a ser dada para as sobras que houverem. 


Costumeiramente a maior parte destas SOBRAS são devolvidas aos sócios, na proporção da movimentação que cada um realizou, valorizando os que são mais fidelizados e que realizam suas operações com a cooperativa.


Uma pesquisa do Banco Central do Brasil, realizada há alguns anos, apontou que 42% dos sócios de cooperativas são 100% fidelizados, ou seja, não possuem movimentação em nenhuma outra instituição financeira, o que comprova que as cooperativas oferecem praticamente todos os produtos e serviços que os bancos também possuem (aplicações, empréstimos, seguros, consórcios, cartões de crédito e débito, …).


Um dos grandes diferenciais de uma cooperativa é que TODOS SÃO SÓCIOS, não existindo pessoas que sejam apenas CLIENTES. Esta é uma exigência legal para que as pessoas possam operar com uma cooperativa de crédito. Enquanto sócios, é esperado que todos participem ativamente das decisões da cooperativa, decisões estas que ocorrem nas ASSEMBLEIAS. 


As assembleias ocorrem anualmente, obrigatoriamente até o final do mês de abril, e nelas são discutidos e votados:

  • prestação de contas do ano anterior;
  • forma de destinação das sobras ou do rateio das perdas;
  • eleição dos sócios que farão parte do conselho de administração e do conselho fiscal;
  • definição do valor dos honorários a serem pagos aos conselheiros;
  • discussões sobre o estatuto social e regimentos internos. 


        Concluindo as Cooperativas de Crédito são ótimas alternativas para o desenvolvimento de pequenas regiões e também é uma oportunidade para quem está querendo sair dos bancos tradicionais e fazer parte de algo maior, não tendo apenas a visão de clientes, mas de sócio e proprietário.


        Espero ter ajudado,




        Continue acompanhando o Se Torne Investidor para mais dicas sobre finanças!





        0/Deixe seu comentário

        Agradecemos sua mensagem!

        Em breve responderemos! 😉